Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Noruega e Alemanha rejeitam mudanças no Fundo Amazônia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Noruega e Alemanha rejeitam mudanças no Fundo Amazônia
COMPARTILHE

O fundo, que é o maior projeto de cooperação internacional para preservar a floresta amazônica, vem sendo explorado por ONGs.

Em carta enviada a Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, Noruega e Alemanha defenderam a manutenção da atual estrutura do Fundo Amazônia.

Em dez anos, o fundo recebeu mais de R$ 3,1 bilhões em doações. Gerido pelo BNDES, o valor é repassado a estados, municípios, universidades e ONGs.

As doações para o Fundo Amazônia estão relacionadas à redução do desmatamento —quanto menos desmate, maior será o valor doado, informa o jornal Folha de S. Paulo.

O governo do presidente Jair Bolsonaro, com base em uma análise da Controladoria-Geral da União (CGU), afirma que a maior parte dos recursos do fundo é utilizada para pagar folha salarial de ONGs envolvidas com questões ambientais.

Salles disse que foram detectados casos de ONGs que gastaram até 70% dos recursos obtidos com o pagamento de salários para seus integrantes. Contracheques de até R$ 46 mil mensais foram observados.

Na carta, os dois países da Europa também afirmam que a experiência brasileira mostra que governos sozinhos não conseguem conter o desmatamento, esforço que precisa contar com autoridades públicas, empresas privadas, ONGs e comunidades locais.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram