‘Nossos adversários tentarão impugnar as eleições’, diz general Paulo Chagas

O general da reserva Paulo Chagas, pré-candidato ao governo do Distrito Federal pelo PSL de Jair Bolsonaro, diz que a defesa do voto impresso ou do voto em cédula, é “justa, legítima e democrática”, mas não pode inviabilizar o pleito.

Em artigo publicado no site Sociedade Militar, Paulo Chagas avisa que se Jair Bolsonaro vencer as eleições, a esquerda tentará anular a eleição justamente com base no argumento de que as urnas são passíveis de fraude.

O general afirmou:

Inviabilizar as eleições é tudo o que quer a canalha corrupta que gravita em torno do ladrão Lula da Silva.

E acrescentou:

Quando Bolsonaro vencer as eleições presidenciais, com certeza, os nossos adversários tentarão impugnar o resultado com a argumentação da possibilidade de fraude que nós, com justa e fundada razão, temos usado contra a Justiça Eleitoral.

 

Adaptado da fonte BR18
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia