Nova denúncia da Lava Jato contra ex-presidente da Transpetro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A denúncia foi levada à Justiça Federal em abril. Lava Jato confirma esquema de propinas na Transpetro.

A força-tarefa da Operação Lava Jato divulgou, nesta quarta-feira (3), nova denúncia criminal contra o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, e o operador financeiro, Paulo César Chafic Haddad, por lavagem de dinheiro e corrupção passiva e ativa.

Segundo a acusação, pelo menos R$ 13,5 milhões foram pagos em propina para garantir o direcionamento de negócio em favor das empresas Noroil Empresa de Navegação Ltda. e Vilken Hull.

Os procuradores da Lava Jato afirmam que “ao longo da investigação ficou comprovado que, da mesma maneira que foi demonstrado na Petrobras, o esquema criminoso de pagamentos de propina se estendeu para a Transpetro“.

Sérgio Machado, então presidente da subsidiária, indicado e mantido no cargo por integrantes do MDB, tinha a função de arrecadar propinas para seus padrinhos políticos, afirma a Procuradoria.

“Em contrapartida ao pagamento de vantagens indevidas, ele promovia o direcionamento de contratações e repassava informações sigilosas a fim de beneficiar determinadas empresas”, diz a denúncia, segundo o site Metrópoles.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.