Nova York estuda adoção do gênero “X” em certidões de nascimento

O Departamento de Saúde de Nova York avaliará uma proposta que busca criar a categoria “X” nas certidões de nascimento dos nova-iorquinos que não se identifiquem com o gênero com o qual foram registrados.

O prefeito esquerdista Bill de Blasio e o presidente do conselho municipal, Corey Johnson, anunciaram nesta segunda-feira (4) a proposta que criaria essa terceira categoria.

Os dois políticos consideram a proposta bastante “inclusiva”.

Além disso, foi apresentada uma emenda para que os transexuais não precisem mais apresentar uma carta do médico ou um documento emitido por um profissional certificado dos serviços de saúde – psicólogo, enfermeiro, assistente social, clínico, entre outros – para mudar o nome na certidão.

De acordo com informações do UOL:

Nova York, considerada uma cidade progressista, permite que os transexuais façam essa mudança sem a necessidade de uma cirurgia de mudança de sexo desde 2014, quando o Departamento de Saúde e o conselho aprovaram essa emenda.

No entanto, atualmente ainda é necessário que os interessados apresentem a carta ou o documento legal que certifique que a pessoa vive de acordo com o gênero com o qual se identifica.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Os comentários estão encerrados.