Novas sanções dos EUA contra aliados de Maduro na Venezuela

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira (15) sanções contra cinco funcionários da inteligência e segurança “alinhados ao ilegítimo ex-presidente Nicolás Maduro”.

“O Tesouro continua visando aos oficiais que ajudaram o regime ilegítimo de Maduro a reprimir o povo venezuelano”, afirmou o Tesouro em um comunicado.

Os membros da ditadura da Venezuela sancionados nesta sexta terão os bens nos Estados Unios congelados e foram proibidos de viajar para o país.

As novas sanções contra chavistas impostas pelos EUA têm como alvos:

  • Diretor do Serviço Nacional de Inteligência (Sebin), Manuel Ricardo Cristopher Figuera;
  • Primeiro-comissário do Sebin, Hildemaro José Rodríguez Mucura;
  • Comandante da Diretoria-Geral de Contrainteligência, Iván Rafael Hernández Dala;
  • Dretor das Forças de Ações Especiais da Polícia (Faes), Rafael Enrique Bastardo Mendoza.

Além disso, o comunicado do Tesouro americano impõe sanção e qualifica como “ilegítimo” o presidente da estatal Petroleos de Venezuela (PdVSA), Manuel Salvador Quevedo Fernández, informa o Estado de Minas.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.