Nove manifestantes mortos em protestos no Iraque

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Líder iraquiano está sendo submetido a seu primeiro teste popular depois de chegar ao poder há quase um ano.

Nove manifestantes morreram e centenas ficaram feridos nas últimas 24 horas no Iraque, onde milhares de pessoas foram às ruas pedindo melhores serviços públicos e empregos.

Após chegar ao poder há quase um ano, o governo de Adel Abdel Mahdi acusou “agressores” e “sabotadores” de “terem causado vítimas deliberadamente”.

Os protestos continuaram no início da noite desta quarta-feira (2). O governo anunciou o fechamento da chamada Zona Verde, no centro da capital, onde ficam os ministérios e as embaixadas.

Os protestos foram dispersos à força: primeiro, com jatos d’água; depois, com gás lacrimogêneo e balas de borracha.

O principal líder xiita, Moqtada Sadr, pediu nesta quarta-feira “protestos pacíficos e uma greve geral” para aumentar a pressão, informa o jornal Correio Braziliense.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.