Novo governo da Itália pretende fechar mesquitas irregulares

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O partido direitista Liga e o antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S) escreveram um programa de governo que coloca no papel algumas de suas principais promessas de campanha, ainda que com certas concessões.

Este programa de governo vem sendo chamado na Itália de “Terceira República”.

Na questão migratória, o líder direitista da Liga, Matteo Salvini, não abre mão de implantar plenamente seu programa eleitoral.

O acordo com o M5S prevê a repatriação de 500 mil imigrantes ilegais, que será em parte bancada com recursos hoje usados para acolhimento, e a revisão dos tratados europeus sobre direito a refúgio, que concentram o peso da primeira recepção a migrantes forçados nos países mediterrâneos.

Além dessa proposta, o contrato que estabelece as bases do novo governo fala em fechar todas as mesquitas e lugares de culto em situação irregular.

A ideia é “envolver as comunidades locais” nas discussões sobre a abertura de novos templos islâmicos.

 

Com informações de: [IstoÉ]
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações