Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Novo governo esquerdista da Itália já enfrenta atritos internos

Novo governo esquerdista da Itália pode terminar precocemente
COMPARTILHE

O novo governo esquerdista da Itália mal tomou posse e já enfrenta a ameaça de uma cisão em um dos partidos da base aliada.

Rumores indicam que o ex-primeiro-ministro da Itália e senador Matteo Renzi deixará o Partido Democrático (PD), alinhado à esquerda, para fundar uma nova legenda.

Os boatos sobre sua saída circulam na política italiana há mais de um ano, mas agora o rompimento é tratado por muitos como iminente, informa a agência ANSA.

O objetivo de Renzi seria fundar uma legenda capaz de atrair votos de eleitores moderados de centro e até do Força Itália (FI), partido conservador presidido pelo ex-premier Silvio Berlusconi.

Ao mesmo tempo, Renzi continuaria na aliança com o populista Movimento 5 Estrelas (M5S) para tentar influenciar as decisões do primeiro-ministro Giuseppe Conte, que tomou posse para seu segundo mandato em 5 de setembro.

O líder do PD e governador do Lazio, Nicola Zingaretti, afirmou que um partido unido é “útil à democracia e à estabilidade do governo”. “Dividir-nos neste momento é um erro gravíssimo que a Itália não entenderia”, acrescentou.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários