Português   English   Español

Partido Novo quer retirada de propaganda do PT do horário eleitoral

O Partido Novo entrou com uma medida cautelar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para retirar do rádio, televisão e internet a propaganda eleitoral do PT, que mostram o ex-presidente Lula como candidato à Presidência da República.

O petista teve a candidatura negada pelo TSE na última sexta-feira (31) com base na lei da ficha limpa.

Lula está preso desde abril deste ano após decisão em segunda instância pela sua condenação na Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).

Com a impugnação, o Tribunal permitiu o até então candidato a vice-presidência da República Fernando Haddad a fazer campanha, inclusive no horário eleitoral no rádio e na televisão, desde que Lula fosse citado apenas como um apoiador de Haddad.

No pedido, o Partido Novo afirma que o TSE acreditou na boa-fé do PT, mas que a sigla insiste em agir na ilegalidade.

A legenda alegou:

Não é preciso grande esforço para se concluir que as propagandas eleitorais veiculadas pelos representados [PT], em todos os horários, em bloco, na TV e no rádio, em 1º de setembro, não veiculam um segundo de propaganda eleitoral da coligação ou do candidato a vice [Fernando Haddad]. Sobretudo na TV, faltou aos representados o mínimo constrangimento de, ao menos, indicar Fernando Haddad como candidato a vice-presidente, ao menos abaixo do seu nome. No rádio, não houve qualquer constrangimento. A propaganda (manhã e tarde) começa com o anúncio ‘Começa agora a propaganda Lula Presidente, Haddad Vice’.

Além do pedido feito ao Tribunal Superior Eleitoral, o Novo pediu que o Ministério Público Federal (MPF) investigue se o PT descumpriu a ordem judicial.

 

Adaptado da fonte Diário do Poder

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter