Português   English   Español

Novo presidente da Petrobras já defendeu privatização da estatal

O escolhido para chefiar a Petrobras no futuro governo de Jair Bolsonaro já defendeu a privatização da companhia em 2016, quando ela ainda atravessava a maior crise financeira e moral da sua história.

Em uma palestra na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro, o economista Roberto Castello Branco afirmou que a intervenção do Estado na estatal abriu caminho para ineficiência e corrupção e que o melhor caminho para a Petrobras seria a privatização. Ele, porém, disse que o país ainda não estava preparado para isso.

Em artigo mais recente, publicado no jornal Valor Econômico em 8 de maio deste ano, ele também defendeu a privatizações de estatais, sem citar nominalmente a Petrobras.

No mesmo artigo, ele defende a venda integral ou quase integral das refinarias e distribuidoras da Petrobras.

Semana passada, o futuro vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão, falou sobre a possibilidade de privatização da BR Distribuidora, conforme noticiou a Renova Mídia.

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter