Português   English   Español

Novos fabricantes de armas preparadas para entrar no Brasil

Novos fabricantes de armas preparadas para entrar no Brasil

Empresas fabricantes de armas de fogo estão otimistas com relação a futuros negócios no Brasil. A razão é o favoritismo de Jair Bolsonaro (PSL) na eleição presidencial de domingo.

Representantes no país de duas multinacionais de armamentos e de uma novata de capital nacional afirmam que uma vitória do candidato levará ao aquecimento da demanda por armas no Brasil e abrirá oportunidades para novas fábricas. O mercado doméstico é dominado atualmente pela brasileira Taurus.

A Caracal, empresa do grupo estatal Emirates Defense Industries Company (Edic), dos Emirados Árabes Unidos, tem planos de erguer uma fábrica no estado de Goiás, assim como a CZ, da República Tcheca.

“O investimento previsto é de US$ 100 milhões a US$ 130 milhões”, disse Paulo Humberto Barbosa, representante da companhia no Brasil.

Segundo ele, o projeto da empresa, que começou a ser discutido em 2014, independe de quem for eleito presidente, Bolsonaro ou Fernando Haddad (PT).

Barbosa, no entanto, não esconde a preferência.:

O PT é desarmamentista. Com Bolsonaro teremos uma satisfação maior de atuar no Brasil porque ele é um defensor do direito de pessoas de bem de terem armas. A tendência é que aumente a demanda por armas no Brasil.

 

Adaptado da fonte Valor

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...