Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Número de crimes sexuais cometidos por estrangeiros cresce na Alemanha

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Número de crimes sexuais cometidos por estrangeiros cresce na Alemanha

Alemanha oferece aulas de costumes sexuais para refugiados e imigrantes ilegais. Trata-se de uma medida para combater a elevação na violência.

Após a abrir as portas da Alemanha para mais de 1 milhão de imigrantes ilegais, a chanceler Angela Merkel agora tenta conter a elevação nos casos de violência sexual no país europeu.

O ano de 2018 terminou com um aumento de 15% dos crimes e delitos sexuais cometidos por estrangeiros, com 6.046 infrações, segundo dados oficiais divulgados pelo jornal Correio Braziliense.

A velha imprensa tenta conectar esta elevação ao endurecimento da legislação desde 2016, mas não resta dúvidas que a grande quantidade de adeptos do islamismo vivendo na Alemanha é um fator muito mais preponderante para explicar o aumento nos casos de crimes sexuais.

Entre os vídeos que são exibidos em cursos de educação sexual oferecidos pelo governo a refugiados e imigrantes ilegais, os professores tentam explicar a diferença entre relações sexuais consentidas e estupro através de uma comparação com a oferta de uma xícara de chá.

Em outro exercício, os participantes se colocam em duplas frente a frente para analisar até que distância podem se aproximar e onde se situa a “fronteira pessoal” da intimidade.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email