Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

NY proíbe uso de religião como razão para não se vacinar

Tarciso Morais

Tarciso Morais

NY proíbe uso de religião como razão para não se vacinar
COMPARTILHE

A medida visa conter o maior surto de sarampo nos Estados Unidos. Comunidades de ultraortodoxos judeus são as mais afetadas.

O Parlamento de Nova York eliminou, nesta quinta-feira (13), a isenção religiosa que permitia aos nova-iorquinos não se vacinar embasados em motivos religiosos.

A medida é uma resposta ao atual surto de sarampo no estado, que afeta principalmente uma comunidade de ultraortodoxos judeus.

Em 30 de maio, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês), informaram que os casos de sarampo nos Estados Unidos continuam aumentando e já chegam a 971 neste ano, o maior número no país em 27 anos.

A cidade de Nova York é uma das zonas mais afetadas, com 550 casos reportados desde setembro do ano passado, especialmente no Brooklyn e no Queens, informa a agência EFE.

No caso do estado de Nova York, os dois focos se concentram em comunidades judaicas ultraortodoxas, uma no distrito do Brooklyn e outra no condado de Rockland, nos arredores da cidade.

As autoridades já fecharam sete escolas judaicas neste bairro por descumprirem a ordem de não aceitar crianças não imunizadas, uma decisão tomada para tentar conter a expansão da doença.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram