O acordo entre Dilma e a ditadura cubana pelo Mais Médicos

Idiomas:

Português   English   Español
O acordo entre Dilma e a ditadura cubana pelo Mais Médicos
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O programa “Mais Médicos” foi negociado secretamente entre Dilma Rousseff e a ditadura cubana.


Segundo telegramas diplomáticos, as negociações que culminaram no programa Mais Médicos foram feitas de forma secreta envolvendo o governo de Dilma Rousseff e a ditadura comunista de Cuba.

Os documentos informam que Cuba queria cobrar 8 mil dólares por médico, mas acabou aceitando a contra-proposta brasileira de pagar 3 mil dólares para a ditadura e mil dólares para o médico.

Normalmente, o acordo deveria ter sido submetido ao Congresso, mas o embaixador José Eduardo Felício sugeriu um “contrato comercial de compra de serviços médicos” através da OPAS.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Essa opção, no entanto, deveria passar por Washington, onde a sede da OPAS é situada, porém Alexandre Padilha sugeriu que o acordo fosse feito diretamente entre Brasil e Cuba, sem passar pelos Estados Unidos.

 

Adaptado da fonte Folha

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...