O jornal mais vermelho da França está falindo

Idiomas:

Português   English   Español
O jornal mais vermelho da França está falindo
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Durante décadas órgão oficial do Partido Comunista Francês, o L’Humanité está agora nas mãos dos tribunais e pode fechar as portas de vez neste mês de fevereiro.


Com quase 115 anos de história, o jornal francês L’Humanité enfrenta a maior crise da sua vida enquanto espera por uma decisão de um Tribunal.

Caso não consiga juntar rapidamente pelo menos três milhões de euros, o jornal que foi durante décadas o órgão oficial do Partido Comunista Francês corre o risco de fechar as portas neste mês.

A situação financeira difícil do L’Humanité era conhecida há muito tempo, mas a verdadeira dimensão do problema só foi revelada recentemente.

Num texto publicado no final de janeiro, o diretor Patrick Le Hyaric revelou que o jornal foi colocado “sob proteção” do Tribunal de Comércio na semana passada.

Os salários dos 175 funcionários, 124 deles jornalistas, vão ser pagos este mês através de um fundo de garantia.

Sofrendo com os mesmos problemas de centenas de outros tradicionais jornais na era digital, o periódico esquerdista da França não está conseguindo obter o retorno financeiro necessário para se manter.

Uma última esperança pra se manter em atividade será uma noite de solidariedade e angariação de fundos em Paris, no dia 22 de Fevereiro.

Segundo o jornal português Publico, o diretor Le Hyaric apelou ao governo de Emmanuel Macron que “aprove novas iniciativas em defesa do pluralismo da imprensa e aumente a ajuda aos jornais diários com baixas receitas de publicidade”.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...