- PUBLICIDADE -

O movimento feminista #EleNão ajudou Jair Bolsonaro

O movimento feminista #EleNão ajudou Jair Bolsonaro
- PUBLICIDADE -

Depois de passarem o fim de semana comemorando efusivamente o sucesso das manifestações contra Jair Bolsonaro, os homens e mulheres do movimento #EleNão tomaram um choque de realidade após as últimas pesquisas.

Será que o #EleNão vai eleger o capitão?

Demonstrando o fortalecimento da candidatura do militar, os números apresentados pelo novo Datafolha apontam uma alta possibilidade de o presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, ser eleito em primeiro turno.

Um dos principais motivos para o crescimento de Bolsonaro nas pesquisas foi o ataque coordenado de celebridades, feministas e grupos de extrema-esquerda através da bandeira do #EleNão.

A população percebeu a clara tentativa de instrumentalização do movimento por parte do PT. Era impossível olhar para as cenas nas ruas, como as registradas em São Paulo, e não sentir um incontornável jeitão de comício da mesma esquerda apegada ao #LulaLivre e afins.

Os protestos agiram combustível na fogueira do antipetismo, que é uma expressão identificável do mal-estar da sociedade que gerou o apoio a Bolsonaro. Ele é mais do que um antipetista, tendo encarnado a rejeição à política, mas com a ascensão de Fernando Haddad (PT), seu adversário ficou mais evidente.

Adaptado da fonte Folha
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -