PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O “powerpoint” de Alexandre de Moraes

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Moraes apresenta um esquema gráfico conectando 11 perfis no Twitter citados no inquérito.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, apontou, nesta quarta-feira (27), a “existência de um mecanismo coordenado de criação e divulgação” de fake news e ataques contra magistrados da Corte.

Na decisão em que determinou que a Polícia Federal (PF) cumpra 29 mandados de busca e apreensão, Moraes indicou pelo menos 11 perfis no Twitter responsáveis por fazer parte de um suposto “Gabinete do Ódio“.

Após apresentar no despacho uma série de “mensagens ilícitas”, Moraes disse que “recaem sobre os indivíduos aqui identificados sérias suspeitas de que integrariam esse complexo esquema de disseminação de notícias falsas”.

Ainda de acordo com a decisão, citando a análise de um “laudo pericial”, Moraes escreveu:

“A análise deste material identificou que estes perfis começaram a publicar conteúdo negativo e ataques ao STF, ou seus membros, a partir de 07/11/2019. Inicialmente, sem utilizar hashtags, ou adotando a hashtag #STFVergonhaNacional.”

No texto de 32 páginas, o ministro ainda apresenta um esquema gráfico conectando 11 perfis no Twitter citados no inquérito.

Confira abaixo as imagens.

Imagem: Divulgação/STF
Imagem: Divulgação/STF
Imagem: Divulgação/STF
Imagem: Divulgação/STF
Imagem: Divulgação/STF
Imagem: Divulgação/STF
Imagem: Divulgação/STF
Imagem: Divulgação/STF
Imagem: Divulgação/STF
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.