O sentimento anti-Macron é crescente na França

Criticado por impulsionar reformas, Emmanuel Macron, o outrora queridinho da grande mídia, está enfrentando ainda mais desconfiança depois de solidificar um bom relacionamento com o líder norte-americano Donald Trump.

Passado menos de um ano desde o início da nova presidência, o sentimento anti-Macron está se tornando uma força poderosa na França.

A maior parte dos críticos dizem que o presidente francês está tentando ir longe demais em muitas áreas, cortando os benefícios dos pensionistas e da população de baixa renda, distribuindo dinheiro aos mais ricos e eliminando os privilégios dos trabalhadores.

Segundo informações do Estadão:

O crescimento das opiniões desfavoráveis se reflete na queda da aprovação de Macron entre os trabalhadores e a classe média (a popularidade dele segue alta entre aqueles que os franceses chamam de “executivos”). Isso também se vê nas ruas, onde uma série de greves e protestos testa a determinação de Macron.

“Há descontentamento em todas as áreas”, queixou-se Edwy Plenel, jornalista do site Mediapart e um dos recentes entrevistadores de Macron.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *