OAB não quer financiador da defesa de Adélio Bispo revelado

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

OAB-MG está tentando impedir que o advogado do esfaqueador de Jair Bolsonaro seja obrigado a revelar a identidade do seu financiador.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Minas Gerais entrou com mandado de segurança para que o advogado Zanone Manuel de Oliveira não seja obrigado a informar quem pagou seus honorários, informa o “Yahoo“.

A Polícia Federal (PF) prorrogou o inquérito que procura possíveis financiadores por trás da ação envolvendo o extremista de esquerda Adélio Bispo, que acertou uma facada no então candidato Jair Bolsonaro em comício no interior de Minas Gerais durante a última campanha eleitoral.

A OAB-MG diz que foi surpreendida por mandados de busca e apreensão no escritório de Zanone na cidade mineira no último dia 21 de dezembro, conforme noticiou a RENOVA.

O ex-membro do PSOL, Adélio Bispo, esfaqueou Jair Bolsonaro no último dia 6 de setembro durante ato de campanha na cidade de Juiz de Fora.

O então presidenciável ficou 23 dias internado e recebeu alta ainda antes do primeiro turno das eleições que o elegeram presidente.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.