Obama sabia do plano de Hillary para conectar Trump à Rússia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Eles tentaram um golpe. Quase destruíram nosso país", diz Donald Trump.

O diretor de Inteligência Nacional, John Ratcliffe, divulgou, na última terça-feira (6), documentos que colocam o governo do ex-presidente Barack Obama como parte integrante de um esquema de espionagem política.

De acordo com os documentos revelados pela emissora Fox News, o ex-diretor da CIA, John Brennan, informou ao ex-presidente Obama sobre o plano de Hillary Clinton para conectar o então candidato Donald Trump à Rússia.

A estratégia seria “um meio de distrair o público de seu uso de um servidor de e-mail privado” antes da eleição presidencial de 2016, ainda segundo os documentos.

Em mensagens no Twitter, o presidente Trump demonstrou indignação com as revelações:

“Onde estão todas as prisões? Você pode imaginar se os papéis fossem invertidos? As sentenças de longo prazo teriam começado há dois anos. Vergonhoso!”

O chefe da Casa Branca acrescentou:

“Eles tentaram um golpe. Quase destruíram nosso país.”

Trump completou:

“Obama, Biden, Hillary e muitos outros foram pegos em um ato de espionagem e de derrubada do governo, um ato criminoso. Como Biden agora pode concorrer à Presidência?”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.