Português   English   Español

Obama tentou deixar Irã acessar sistema financeiro dos EUA

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O governo Obama tentou, secretamente, deixar o Irã acessar o sistema financeiro dos Estados Unidos ignorando sanções que foram impostas após o acordo nuclear de 2015, mesmo que tenha dito ao Congresso que não tinha planos de fazer isso.

Uma investigação feita pelos senadores Republicanos revelou que o governo Barack Obama tentou burlar o acordo nuclear, trabalhando para que o Irã recebesse benefícios financeiros independente das sanções previamente aplicadas contra o regime islâmico.

Em meio à tensão política, opositores do Irã nos Estados Unidos, Israel e em outros lugares disseram que o governo norte-americano estava dando muitos benefícios a Teerã e que o dinheiro seria usado para financiar atividades extremistas iranianas.

O relatório do Subcomitê Permanente de Investigações do Senado revelou que, sob a administração de Barack Obama, o Ministério da Fazenda (Treasury Department) dos EUA emitiu uma licença em fevereiro de 2016, nunca antes divulgada, que autorizaria o Irã a converter $5.7 bilhões de riais do Omã para euros, fazendo primeiro a troca para dólares.

Caso o banco do Omã autorizasse a troca sem uma licença como essa, teria violado sanções que proíbem o Irã de fazer transações que mexem com o sistema financeiro norte-americano.

O esforço foi em vão, pois bancos americanos se recusaram a participar. O governo Obama chegou a conversar com dois bancos para facilitar a conversão, de acordo com o relatório, mas ambos negaram, alegando que suas reputações estariam em risco por fazer negócios com o Irã.

Embora emitir a licença não tenha sido ilegal, foi além do que era esperado que o governo Obama fizesse sob os termos do acordo nuclear, que já previa bilhões de dólares em benefícios ao Irã só por atenuar sanções em troca do fim do programa nuclear do país.

 

Traduzida e adaptada de Associated Press

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações