Português   English   Español

Objetivo do PT é não perder por mais de 10 pontos percentuais

Objetivo do PT é não perder por mais de 10 pontos percentuais

Vislumbrando a derrota no horizonte, o PT corre contra o tempo para ao menos evitar uma vitória “de lavada” de Jair Bolsonaro.

Uma votação 70% contra 30% seria considerada vexatória para o Partido dos Trabalhadores (PT).

Nos bastidores, a direção do partido almeja o que passou a chamar de “vitória política” — que significaria uma derrota por uma diferença de no máximo 10 pontos porcentuais, segundo informações da VEJA.

Dessa forma, consideraria dispor de um bom capital político para iniciar 2019 como líder da oposição ao provável governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Para reforçar essa ideia, Fernando Haddad resolveu subir o tom contra o deputado do PSL na semana final pré-eleição. O rival, antes chamado de “fascista”, agora se tornou “anti-humano”.

A estratégia da “vitória política” foi posta em prática depois que, em agendas públicas, Haddad foi repreendido por discursar no futuro do subjuntivo — “se eu ganhar a eleição”. O ex-prefeito atendeu aos apelos e começou a falar sobre a possibilidade de virada.

Desde a redemocratização, nunca houve virada no segundo turno de uma eleição presidencial. A maciça conversão de abstenções em favor de um candidato historicamente não ocorre. Pelo contrário: o número de pessoas que não comparecem às urnas costuma aumentar na segunda etapa.

 

Adaptado da fonte VEJA

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...