Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Odebrecht confirma caixa 2 em terreno para Instituto Lula

COMPARTILHE

Empresário Marcelo Odebrecht afirmou em depoimento ao juiz Sergio Moro que negócio de R$ 12 milhões de compra de terreno para o Instituto Lula foi dentro do ‘pacote fechado’ com Roberto Teixeira, o compadre.

O empresário Marcelo Odebrecht afirmou, nesta quarta-feira (11), à Justiça Federal que os e-mails entregues por ele no processo contra Luiz Inácio Lula da Silva confirmam caixa 2 e envolvimento de aliados do petista na compra de um terreno que abrigaria o Instituto Lula, em São Paulo, em 2010, no valor de R$ 12 milhões, em nome de uma empresa “laranja” parceira.

Odebrecht foi ouvido como colaborador no processo da Operação Lava Jato, em que Lula e ele são réus acusados de corrupção e lavagem de dinheiro:

“Eu avisei a (José Carlos) Bumlai e tinha avisado também Paulo Okamoto (presidente do Instituto) que eu não faria nada sem autorização do ‘Italiano’, em outros e-mails fica evidente isso. Porque o dinheiro ia sair da conta do ‘Italiano’”, afirmou Odebrecht.

“Italiano” era o codinome do ex-ministro Antonio Palocci (governos Lula e Dilma Rousseff), que gerenciou um caixa de R$ 200 milhões, conforme ele mesmo confessou em juízo, colocado à disposição pela empresa à Lula, decorrente do acerto entre ele e o patriarca do grupo, Emílio Odebrecht – também delator. Internamente o empresário disse que não tratavam como “conta Italiano” – “isso veio com a Lava Jato”.

 

Com informações de: [GdP]

 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE