PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Odrebrecht faturou quase R$ 11 bilhões com programa de submarinos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
Capa: Tomaz Silva/Agência Brasil

Acusada de pagar propina de R$ 17 milhões ao PT no projeto, a Odebrecht embolsou mais da metade dos gastos públicos com o Prosub.

As informações são do jornal Gazeta do Povo:

Uma das principais empresas investigadas pela Operação Lava Jato, a Odebrecht já recebeu quase R$ 11 bilhões dos cofres públicos por sua participação no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub) – projeto no qual a empreiteira teria repassado R$ 17 milhões em propina para o PT, segundo um ex-executivo.

De 2009 a 2017, o governo federal pagou R$ 7,2 bilhões à Construtora Norberto Odebrecht como parte do Prosub, segundo dados levantados pela Gazeta do Povo no portal Siga Brasil, que acompanha a execução do Orçamento da União. Corrigido pela inflação, o valor chega a R$ 9,5 bilhões. Quase 98% desse montante remunerou a construção das instalações onde os submarinos são fabricados – o estaleiro e a base naval, ambos em Itaguaí (RJ).

Essa não foi a única fonte de receita da Odebrecht dentro do Prosub. A empreiteira também recebeu pagamentos indiretos, como sócia da Itaguaí Construções Navais (ICN), que cuida da fabricação e montagem dos submarinos. A empresa é uma sociedade com a estatal francesa Naval Group (ex-DCNS), encarregada dos projetos, armamentos, transferência de tecnologia e pacote de materiais das embarcações.

A ICN recebeu aproximadamente R$ 1,9 bilhão em termos nominais entre 2009 e 2017, o equivalente a R$ 2,3 bilhões em valores atualizados. Considerando-se a fatia da Odebrecht nessa companhia, de 59%, a empreiteira ficou com pouco menos de R$ 1,4 bilhão desse total, em valores corrigidos.

Assim, direta e indiretamente, a Odebrecht embolsou, até o fim do ano passado, cerca de R$ 10,9 bilhões no projeto dos submarinos – pouco mais da metade de todos os gastos feitos pelo governo no Prosub, que somaram R$ 21,1 bilhões.

Os desembolsos continuam em 2018. Dados do Siga Brasil, atualizados até 26 de março, revelam que o Prosub recebeu cerca de R$ 125 milhões neste ano, dos quais R$ 56 milhões foram para a Odebrecht.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.