Marcelo Odebrecht relata o esquema de propinas para Dilma Rousseff

O empresário Marcelo Odebrechet entregou a ex-presidente petista Dilma Rousseff mais uma vez.

Em depoimentos a procuradores no mês de abril, o empresário Marcelo Odebrecht implica integrantes da atual cúpula da empreiteira no pagamento de propina para aprovar um pacote de medidas provisórias, o chamado “Refis da Crise”, para um projeto de refinanciamento de dívidas tributárias que beneficiava grandes exportadoras.

De acordo com informações da Folha de S. Paulo:

Marcelo disse aos procuradores Antonio Carlos Welter e Laura Tessler que ele capitaneou a negociação das medidas do Refis.

O próprio empreiteiro tratava do assunto com o governo, conversando com o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, e seu antecessor, Antonio Palocci.

Quem tratou da tramitação no Congresso foi o então diretor de relações institucionais da empresa, Cláudio Mello Filho.

Mantega, segundo Marcelo, exigiu R$ 50 milhões de propina para encampar o projeto. O dinheiro seria usado na campanha eleitoral do ano seguinte, que elegeu Dilma Rousseff para a Presidência.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia