OEA envia missão à Nicarágua para fiscalizar repressão governista

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Os especialistas deverão cumprir as atividades por seis meses, mas, se necessário, este período pode ser ampliado.

A Organização dos Estados Americanos (OEA) designou um grupo de especialistas estrangeiros para verificar a situação de violência na Nicarágua.

Há mais de dois meses, há confrontos diários entre manifestantes e forças policiais. A estimativa é que mais de 220 pessoas tenham sido assassinadas por forças de segurança e por paramilitares leais ao esquerdista Daniel Ortega.

O grupo terá como tarefas analisar tecnicamente as linhas de investigação e fazer recomendações sobre responsabilidade jurídica em distintos níveis. A missão verificará ainda se as garantias de autonomia e independência das apurações são respeitadas.

Em comunicado, a OEA informou que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos e a Secretaria-Geral da organização foram autorizadas pelo governo da Nicarágua a realizar os trabalhos. Segundo o comunicado, o acordo foi firmado em 30 de maio.

 

Com informações de Metrópoles

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.