Oito funcionários da Vale presos por rompimento em Brumadinho

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Oito funcionários da mineradora Vale foram presos na manhã desta sexta-feira (15) pela Polícia Civil de Minas Gerais em uma operação que investiga o rompimento da barragem de Brumadinho (MG).

O pedido das prisões foi feito pelo Ministério Público de Minas Gerais. De acordo com a Promotoria, todos são diretamente envolvidos na segurança e estabilidade da barragem, que se rompeu em 25 de janeiro.

Até o momento, a tragédia deixou 166 mortos e mais de 100 desaparecidos. A barragem é de propriedade da mineradora Vale.

Os funcionários alvos da operação desta sexta ficarão presos temporariamente por 30 dias, de acordo com a decisão do juiz Rodrigo Heleno Chaves.

As prisões foram determinadas por haver “razões de autoria ou participação dos investigados na prática de centenas de crimes de homicídio qualificado, considerados hediondo”.

Eles também poderão ser responsabilizados por crimes ambientais e de falsidade ideológica. Todos os presos serão ouvidos pelo MP-MG, registra o UOL.

De acordo com o presidente da Vale, Fábio Schvartsman, a empresa é uma “joia brasileira” não pode ser penalizada pelo rompimento da barragem, como noticiou a RENOVA.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.