Oito vândalos pró-aborto presos na Argentina após decisão do Senado

Sete homens e uma mulher foram presos em Buenos Aires após a decisão do Senado de rejeitar a lei que descriminalizaria o aborto no país.

A decisão do Senado da Argentina foi tomada na madrugada desta quinta-feira (9).

Segundo o jornal argentino La Nacion, fonte da autoridade de segurança da capital portenha afirmou que parte deles foi detida por lançar pedras e um deles, por agredir um fotógrafo.

Os presos estavam no conflito entre policiais e manifestantes na chamada “zona verde”, onde se concentraram os que apoiam a descriminalização do aborto.

A versão da Polícia Federal do país é de que cerca de 30 vândalos teriam começado a atirar pedras e garrafas na polícia quando a multidão já havia dispersado quase completamente.

Após essas agressões, a polícia teria usado gás lacrimogênio para dispersar os manifestantes de lenços verdes, informou uma repórter do La Nacion.

 

Adaptado da fonte UOL
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia