OMS defende vacinação contra malária para crianças da África

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Diretor da OMS defende vacinação contra malária para crianças da África.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, nesta quarta-feira (6), que a única vacina contra malária aprovada deveria ser disponibilizada amplamente para crianças da África.

A recomendação da OMS diz respeito à RTS,S, ou Mosquirix, uma vacina desenvolvida pela farmacêutica GlaxoSmithKline, do Reino Unido.

Desde 2019, 2,3 milhões de doses de Mosquirix foram administradas a crianças de Gana, Quênia e Maláui graças a um programa-piloto de larga escala coordenado pela OMS.

A maioria das vítimas fatais da doença tem menos de 5 anos.

O programa veio na esteira de uma década de testes clínicos em sete países africanos.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou:

“Esta é uma vacina desenvolvida na África por cientistas africanos, e estamos muito orgulhosos.”

E acrescentou:

“Usar esta vacina, além das ferramentas existentes para evitar a malária, poderia salvar dezenas de milhares de vidas jovens a cada ano.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.