Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

OMS rebate Trump ao sair em defesa da China

Tarciso Morais

Tarciso Morais

OMS rebate Trump ao sair em defesa da China
COMPARTILHE

OMS diz que China trabalhou duro para identificar e detectar casos de Covid-19 no início do surto.

Autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS) negaram, nesta quarta-feira (8), que o órgão seja “centrado na China”.

A declaração aconteceu após o presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, alertar que estava pensando em suspender as contribuições do país por causa do claro viés pró-China da OMS.

Em um coletiva de imprensa virtual, o diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge, disse que a fase aguda de uma pandemia não é hora para corte de financiamentos.

Bruce Aylward, consultor sênior do diretor-geral da OMS, defendeu a relação da agência com a China, dizendo que o trabalho com as autoridades de Pequim era importante para entender o novo coronavírus.

Aylward também apontou que a China trabalhou duro para identificar e detectar casos precoces e seus contatos, além de garantir que essas pessoas não viajassem para conter o surto, destaca a agência Reuters.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.