- PUBLICIDADE -

OMS tenta corrigir informação sobre assintomáticos

OMS tenta corrigir informação sobre assintomáticos

- PUBLICIDADE -

“Não era uma política da OMS”, disse a técnica, chamando o caso de um mal-entendido.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) negou, nesta terça-feira (9), que tenha concluído que pessoas assintomáticas não transmitem o novo coronavírus.

Nesta segunda-feira (8), a chefe da unidade de doenças emergentes da OMS, Maria Van Kerkhove, afirmou que pacientes assintomáticos têm pouquíssimas¹ chances de transmitir a Covid-19:

“Temos vários relatórios de países que estão realizando rastreamento de contatos muito detalhado. Eles estão seguindo casos assintomáticos. Eles estão seguindo contatos. E eles não estão encontrando transmissão secundária em diante. É muito raro.”

Na manhã de hoje, no entanto, Van Kerkhove recuou, alertando que a ciência ainda precisa entender melhor tal fenômeno.

Van Kerkhove esclareceu² que, ao falar sobre o caso na segunda-feira, ela fazia referência a um número limitado de estudos realizados em situações específicas.

“Não era uma política da OMS”, disse a técnica, chamando o caso de um mal-entendido.

Michael Ryan, diretor de operações da OMS, também adotou o mesmo tom que a colega, reforçando os riscos de transmissão entre assintomáticos:

“Estamos absolutamente convencidos de que a transmissão por pessoas assintomáticas está ocorrendo, a questão é saber quanto.”

Referências: [1][2]

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -