Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

OMS tenta desconectar laboratório em Wuhan da origem do coronavírus

OMS tenta desconectar laboratório em Wuhan com origem do coronavírus
COMPARTILHE

“Existem muitos especialistas trabalhando na origem do vírus, ainda não sabemos a fonte inicial”, diz a OMS.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) saiu em defesa da China, nesta terça-feira (21), mais uma vez, ao negar informações que apontam para o Instituto de Virologia de Wuhan como o ponto de origem do coronavírus.

Em entrevista à agência EFE, a porta-voz da organização, Fadela Chaib, declarou:

“Todas as evidências que temos sugerem que o vírus teve origem animal e não sofreu manipulação genética. Muitos pesquisadores conseguiram analisar as características genéticas do vírus e não encontraram indicações para apoiar a ideia de que o vírus tenha sido construído em laboratório.”

Em conversa na na sede global da OMS em Genebra, na Suíça, Chaib insistiu:

“Existem muitos especialistas trabalhando na origem do vírus, ainda não sabemos a fonte inicial. Tudo aponta para sua origem animal [e para] que não tenha sido manipulado nem construído em laboratório ou em outro lugar. Esta é a posição da OMS como um organização baseada na ciência.”

Questionada sobre como o coronavírus atravessou saiu de uma espécie animal para o ser humano, Chaib afirmou que as investigações continuam:

“Devemos nos concentrar nos fatos e não no medo. Parte das falsidades que aparecem nas plataformas sociais têm a ver com teorias espúrias.”

A direção da OMS vem sendo duramente criticada pela forma como lidou com o início do suto de coronavírus, principalmente por acreditar firmemente na narrativa propagada pela China.

O mandatário Xi Jinping vem tentando desconectar seu país da origem do novo coronavírus, mas, além dos Estado Unidos, outros líderes europeus, como a chanceler Angela Merkel, da Alemanha, e Emmanuel Macron, da França, então questionado a postura chinesa ao longo da crise.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE