ONG acusa governo do México de maquiar dados de violência

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

ONG aponta diferença de 452 casos entre os compilados por ela e os registros oficiais de sequestros.

A ONG Alto al Secuestro informou, nesta terça-feira (28), que o México registrou 2.066 ações de sequestro nos primeiros 13 meses do governo do presidente Andrés Manuel López Obrador.

Em entrevista coletiva, a presidente da organização, Isabel Miranda de Wallace, acusou a gestão de fraudar o número de crimes em seus relatórios oficiais:

“Desde 1.º de dezembro de 2018, no dia em que López Obrador assumiu, até o último dia de dezembro de 2019, 2.066 inquéritos foram registrados pelo crime de sequestro.”

De acordo com a presidente da ONG, o número real de vítimas de sequestros foi de 2.577:

“Infelizmente, ainda temos pouca eficácia para deter suspeitos e nem sequer temos um detido para cada pessoa sequestrada.”

Segundo o jornal Estadão, a ativista acusou o governo mexicano de alterar os números de diferentes crimes.

“É preocupante e alarmante que o governo tenha mudado os números. Houve a reclassificação de quase 482 sequestros.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.