ONG financiada por Soros tenta manter viva narrativa de Trump “racista”

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O Southern Poverty Law Center (SPLC), que possui ligação com o bilionário globalista George Soros, acusa presidente Trump de ser racista por descrever membros da gangue do MS-13 de “animais”.

Semanas atrás, durante uma mesa-redonda sobre cidades-santuário, Donald Trump descreveu membros da gangue MS-13 de El Salvador como “animais”, uma referência ao histórico violento de torturas, decapitação, estupro e espancamento de americanos inocentes até a morte.

Logo após o comentário de Trump, parte da mídia tradicional, juntamente com uma parcela de democratas saíram em defesa dos membros da gangue MS-13, como Breitbart News relatou.

A líder da minoria da Câmara, Nancy Pelosi, defendeu a MS-13 dizendo que Trump precisava “reconhecer” que cada indivíduo carrega a “centelha de divindade” em si.

Da mesma forma, o SPLC continuou defendendo o MS-13, afirmando agora que o ataque de Trump à gangue é “racista” e “desumano”.

‘Esse tipo de retórica é inaceitável, partindo de qualquer um, ainda mais dito por um presidente, chega a ser perigoso’, declarou a organização.

O SPLC está vinculado à Open Society Foundation, de George Soros, por meio de equipe e financiamento. O grupo defende fronteiras abertas e imigração em massa.

Mais recentemente, um membro da gangue MS-13 foi condenado a 40 anos de prisão após esfaquear brutalmente um garoto de 15 anos em Boston, como parte de sua iniciação à gangue.

Um relatório explosivo da Breitbart revelou que quase 100 membros de gangues de MS-13 haviam sido realocados em todo o país pelo governo federal como menores desacompanhados.

Quase 65 desses membros de gangues receberam o Estatus Juvenil de Imigrantes Especiais (Special Immigrant Juvenile Status – SIJ), que funciona como um programa que garante a quase anistia para jovens estrangeiros ilegais que cruzam a fronteira ao sul do país.

 

Traduzido e adaptado por Daniel Lobo de Breitbart

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.