- PUBLICIDADE -

ONU afirma que uso da força e mortes na Nicarágua é “inaceitável”

- PUBLICIDADE -

O secretário-geral da ONU, António Guterres, qualificou nesta segunda-feira (16) como “inaceitável” a quantidade de mortos e o uso da força no contexto da crise sociopolítica na Nicarágua.

O chefe das Nações Unidas lembrou que é responsabilidade do Estado proteger os cidadãos:

‘É uma responsabilidade primária dos Estados a proteção dos seus cidadãos. O número de mortos é totalmente inaceitável. Há uma coisa evidente, o número de mortes é chocante e há um uso letal da força por parte de entidades ligadas ao Estado que não é aceitável’, afirmou Guterres.

A quantidade de mortos na repressão do regime Daniel Ortega contra manifestantes já supera os 350, desde o último mês de abril, segundo organismos humanitários.

O secretário-geral da ONU deu estas declarações em entrevista coletiva na Costa Rica depois de se reunir com o presidente costa-riquenho, Carlos Alvarado, um encontro no qual a situação na Nicarágua foi abordada.

‘É absolutamente essencial que cesse imediatamente a violência, que se revitalize o diálogo político, porque só uma solução política é aceitável. A violência não permitirá solucionar’, declarou Guterres.

 

Com informações da EFE
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -