ONU diz que América Latina precisa pensar em legalizar drogas

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A América Latina precisa pensar seriamente em legalizar as drogas para diminuir o custo humano da proibição.

A declaração acima foi feita pela chefe de uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para a região na segunda-feira (28).

Dezenas de milhares de pessoas de toda a América Latina morreram em decorrência da violência gerada pelo esforço para controlar o lucrativo comércio de narcóticos, particularmente no México, onde os assassinatos cometidos por cartéis rivais atingiram um recorde no ano passado.

Alicia Barcena, mexicana que comanda a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), braço regional da ONU sediada em Santiago, disse em um fórum sobre a América Latina realizado em Paris que é hora de explorar uma nova estratégia.

‘Serei muito provocadora. A legalização das drogas seria boa para quem? A América Latina e o Caribe, pelo amor de Deus. Porque a ilegalidade é o que está matando as pessoas. É hora de cogitar seriamente legalizar as drogas’, declarou;

No entanto, tal afirmação não pode ser comprovada. Por exemplo, a legalização da maconha no Uruguai ainda não está apresentando resultados positivos no que diz respeito ao controle da venda ilegal da droga.

Com informações de Reuters Brasil

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações