Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

ONU rejeita criticar violações dos direitos humanos em Cuba

Tarciso Morais

Tarciso Morais

ONU rejeita criticar violações dos direitos humanos em Cuba
COMPARTILHE

A Assembleia Geral da ONU condenou duramente, pelo 27º ano seguido, o bloqueio americano imposto há mais de 50 anos a Cuba, rejeitando a tentativa dos Estados Unidos de criticar o histórico dos direitos humanos em Cuba.

A resolução que pede o fim do embargo imposto a Cuba em 1962 foi apoiada por 189 países e rejeitada apenas pelos Estados Unidos e por Israel, como no ano passado. Não houve abstenções, e a Ucrânia e a Moldávia não votaram.

As oito emendas apresentadas pelos Estados Unidos com um apelo a Cuba para pôr fim às restrições à liberdade de expressão e de reunião, à perseguição de dissidentes e pela libertação de prisioneiros políticos não reuniram o apoio necessário. Elas só foram apoiadas por Estados Unidos, Israel e Ucrânia e uma das Ilhas Marshall.

Mais de 65 países, incluindo os da União Europeia, se abstiveram e mais de 110 recusaram.

 

Adaptado da fonte AFP
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.