- PUBLICIDADE -

Operação da PF é ‘exagerada’, diz Salles

Ricardo Salles admite possível extinção do Fundo Amazônia
- PUBLICIDADE -

Ministro diz que operação da PF é “exagerada” e “desnecessária”.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou, nesta quarta-feira (19), que ficou “surpreso” com a operação da Polícia Federal (PF).

Após participar de um seminário realizado em Brasília, Salles classificou a ação como “exagerada e desnecessária“:

“Faço aqui uma manifestação de surpresa com essa operação que eu entendo exagerada, desnecessária. Até porque todos, não só o ministro, como todos os demais que foram citados e foram incluídos nessa legislação tiveram sempre à disposição pra esclarecer quaisquer questões.”

Salles afirmou que, desde o início de sua gestão, “atua sempre com bom senso, respeito às leis e respeito ao devido processo legal” do setor:

“Entendemos que esse inquérito, do pouco que sabemos, porque eu não tive acesso ainda, ele foi instruído de uma forma que acabou levando o ministro relator, induzindo o ministro relator (Alexandre de Moraes) a erro, induzindo que teria havido uma ação concatenada de agentes do Ibama e de Ministério do Meio Ambiente Para favorecer ou para fazer o destravamento indevido do que quer seja.”

Salles disse prestou explicações ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e que “não há não há substância em nenhuma das acusações” incluídas no inquérito da PF:

“Me parece que esse é um assunto que vai ser esclarecido com muita rapidez, porque, efetivamente, tanto como eu já disse, o ministério, quanto o Ibama, agem de acordo com a lei e de acordo com as melhores regras.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -