Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Operação da PF mira desvios de R$ 3,9 milhões da saúde no Rio

PF mira organização que fabricava e vendia moeda falsa
COMPARTILHE

Organização Social teria superfaturado os pagamentos feitos a uma empresa que fornece alimentação às UPAs.

A Polícia Federal (PF) lançou uma operação, na manhã desta quinta-feira (14), com o objetivo de prender criminosos envolvidos no desvio de R$ 3,9 milhões de recursos públicos da saúde do Estado do Rio de Janeiro.

5 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão estão sendo cumpridos contra o grupo. Todos foram expedidos pela 3ª Vara Criminal de Duque de Caxias.

O grupo, que está sendo investigado pelo Ministério Público do Rio, é suspeito de realizar compras superfaturadas na área da saúde. 

Os valores foram repassados a uma organização social (OS) pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio (SES-RJ) para a administração de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), destaca o portal UOL.

As investigações do MP indicam que a OS recebeu, desde 2012, um montante superior a R$ 763 milhões do Fundo Estadual de Saúde do Rio de Janeiro para a gestão das unidades.

O ex-presidente da organização é apontado como o chefe da quadrilha. 

Ele teria contado com a ajuda de dois subordinados e dos responsáveis pela empresa fornecedora de alimentação às unidades de saúde e de outra empresa, fornecedora de insumos hospitalares, no esquema.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários