- PUBLICIDADE -

Operação da PF mira Salles e Ministério do Meio Ambiente

Ricardo Salles rebate críticas da ditadura Maduro
- PUBLICIDADE -

Salles e presidente do Ibama são alvos de operação da PF.

O Ministério do Meio Ambiente e o ministro Ricardo Salles são alvos de uma operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta quarta-feira (19).

De acordo com a PF, a operação “Akuanduba” apura crimes de corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e facilitação de contrabando que teriam sido praticados por agentes públicos e empresários do setor madeireiro.

Os 35 mandados de busca e apreensão foram determinados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Os mandados estão sendo cumpridos por cerca de 160 policiais no Distrito Federal, no Pará e em São Paulo. Endereços ligados ao ministro em São Paulo e um endereço funcional em Brasília são investigados.

Além das buscas, o STF determinou o afastamento preventivo de dez agentes públicos que ocupam funções de confiança no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e no Ministério do Meio Ambiente.

Moraes ainda determinou a suspensão da aplicação do Despacho nº 736900/2020, que afrouxa regras para exportação de madeira.

O ministro do STF também determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de Salles e o afastamento preventivo de Bim do comando do Ibama e de outros nove agentes públicos que ocupavam cargos e funções de confiança nos órgãos.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -