- PUBLICIDADE -

Operação da PF no Amazonas: agentes foram recebidos a tiros

Operação da PF no Amazonas: agentes foram recebidos a tiros
- PUBLICIDADE -

“Teve um incidente bastante sério”, diz a subprocuradora-geral.

Lindôra Araújo, subprocuradora-geral da República, afirmou que a Polícia Federal (PF) foi recebida a tiros, nesta quarta-feira (2), no Amazonas, pelo filho de um dos alvos da operação “Sangria”.

Araújo disse que foi a 1ª vez que ela testemunhou um acontecimento deste tipo, em 30 anos, especialmente em uma operação autorizada por um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ):

“Teve um incidente bastante sério [em Manaus], em razão de ter sido um mandado de busca do ministro Francisco Falcão (do STJ), que é o relator, e a Polícia Federal foi recebida a tiros pelo filho do Nilton Lins. Foi uma situação bastante constrangedora e perigosa.”

A operação da PF mira a construção do hospital de campanha Nilton Lins e, além do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), teve como um dos alvos o empresário Nilton Costa Lins Júnior.

A ação apura desvios de recursos federais que deveriam ser usados no combate à pandemia de coronavírus no Amazonas.

Apesar do incidente, segundo o jornal Valor, Araújo afirmou que não houve nenhuma vítima.

O comunicado da subprocuradora aconteceu no início da sessão da Corte Especial do STJ, que vai analisar se recebe denúncia contra o governador Wilson Lima

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -