Português   English   Español

Operação para soltar Lula começou com STF libertando Dirceu

A “Operação Lula Livre” se transformou em “Operação Tabajara” graças ao caráter e ao conhecimento jurídico do juiz Sérgio Moro e dos desembargadores do TRF-4, de Porto Alegre/RS.

A cronologia dos fatos confirma isso, inclusive por terem ocorrido durante o recesso forense e a Copa do Mundo da FIFA na Rússia.

Ficou claro que o início da “Operação Lula Livre” ocorreu na concessão pelo ministro do Supremo, Dias Toffoli, do habeas corpus para o petista José Dirceu – sem que nenhum cidadão o tivesse requerido.

Esse ato de Toffoli, está evidente, foi para que José Dirceu assumisse a coordenação da “Operação Lula Livre” – fato que se consumou.

É evidente que o vídeo de Dirceu festejando a “libertação” do Lula já estava gravado antes de notícia da decisão do desembargador petista Rogério Favretto vazar para o público.

Assim, a impressão que tivemos foi que a “Operação Lula Livre” já estava delineada antes mesmo da libertação de José Dirceu por seu velho comandado e amigo Toffoli.

O jornalista Felipe Moura Brasil utilizou seu perfil pessoal no Twitter para apresentar um resumo do que realmente aconteceu nos últimos dias.

Os fatos ocorridos indicam que foi um plano montado com muita antecedência, mas a petralhada não contava com o elevado grau de conhecimento jurídico e firmeza de atitudes de Sergio Moro e dos desembargadores leais ao Brasil.

 

Com informações da Tribuna da Internet

Deixe seu comentário

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter