Português   English   Español

Oposição formaliza coalizão para desafiar Evo Morales na Bolívia

Apesar de ter a candidatura liberada, o “presidente” Evo Morales tem evitado atos de campanha depois que protestos contra sua candidatura têm se tornado mais comuns.

Dois dos principais partidos da oposição na Bolívia, o Movimento Democrata Social (Democratas) e a Unidade Nacional (UN), formalizaram no domingo (11) uma aliança para as eleições presidenciais de 2019, nas quais o presidente Evo Morales, no poder desde 2006, deve tentar um quarto mandato.

Em um ato em Santa Cruz de La Sierra, os dois partidos prometeram incorporar todas as forças que se comprometam com a construção da unidade da oposição boliviana.

O principal nome dos Democratas é o governador do Departamento (província) de Santa Cruz, Rubén Costas. A UN é liderada pelo ex-candidato à presidência Samuel Doria Medina, derrotado por Evo nas eleições de 2014.

A nova candidatura de Evo o possibilitaria alcançar um quarto mandato. Eleito em 2005, ele disputou mais duas eleições depois de a atual Constituição boliviana ter sido aprovada em 2009.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter