Português   English   Español

Oposição quer parar o Brasil até Moro cair e Lula ser solto

Oposição quer parar o Brasil até Moro cair e Lula ser solto
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Dirigentes de seis partidos de oposição e representantes de grupos de extrema esquerda se reuniram, nesta segunda-feira (10), para traçar estratégias contra a Lava Jato e a favor da liberdade de Lula.


A oposição ao governo Jair Bolsonaro declarou que pretende obstruir todas as votações no Congresso Nacional depois do vazamento de supostas conversas do ministro da Justiça Sergio Moro com procuradores da Lava Jato.

Líderes de partidos esquerdistas — PT, PC do B e PSOL — pediram, nesta segunda-feira (10), o afastamento de Moro do cargo e aventaram a possibilidade de criação de CPI para investigar o caso revelado pelo site The Intercept.

Além disso, parlamentares devem apresentar requerimento de convocação para que o ministro tenha que dar explicações à Câmara dos Deputados.

Bolsonaro tem reforçado a importância da aprovação de um projeto de crédito suplementar em sessão do Congresso marcada para esta terça-feira (11), mas a oposição promete obstruir qualquer votação.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, reunidos nesta segunda em São Paulo, dirigentes de seis partidos de oposição e representantes de grupos de extrema esquerda definiram os próximos passos após a divulgação das reportagens com mensagens vazadas.

Presente à reunião, o coordenador do MTST, Guilherme Boulos, defendeu o pedido de anulação da condenação de Lula da Silva e a expulsão de Moro do Ministério da Justiça.

Coordenador do MST, João Paulo Rodrigues, deixou claro que quer “o Lula solto imediatamente”.

Mesmo com dúvidas sobre a estratégia ideal, incluindo o apoio à instalação de uma CPI sobre o caso, participantes da reunião avaliaram que esse é o melhor cenário encontrado pela oposição desde a eleição de Bolsonaro.

“É evidente que amplia a instabilidade do governo e coloca em dúvida a credibilidade do trabalho dos procuradores de Curitiba”, afirma o presidente do PSOL, Juliano Medeiros.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...