Oposição da Venezuela pede sanções de países da OEA contra Maduro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Líderes da oposição venezuelana se reuniram nesta terça-feira (20) com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, em Washington, para pedir sanções contra a ditadura de Nicolás Maduro.

Segundo Luis Borges, chanceler do Frente Amplio, e Carlos Vecchio, coordenador político do partido Voluntad Popular, a oposição quer que os países do continente americano imponham sanções a funcionários corruptos da ditadura da Venezuela ou que tenham cometido crimes como lavagem de dinheiro utilizando o sistema financeiro em países americanos fora do país.

Luis Borges afirmou que sanções para impedir a circulação de capital provindo da corrupção seriam “um passo além” para que os países do continente ajudem a estabelecer uma “América Latina democrática”.

O líder oposicionista Luis Borges também afirmou que foi à OEA para exigir da ditadura de Nicolás Maduro que as eleições convocadas por ele para 20 de maio não ocorram. Segundo Borges, esse processo tem origem na convocação da Assembleia Constituinte, que chamou de fraudulenta e ilegítima, e o processo “está sendo feito contra o povo, contra a constituição e com o custo de destruir a Venezuela”.

 

Com informações de: [EBC]

RENOVA Mídia precisa do seu apoio para continuar em funcionamento. Conheça nossa história e faça sua doação (boletou ou cartão) através da plataforma ApoiaSe. Clique AQUI e faça sua parte.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.