Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Opositor de Morales rejeita termos da auditoria da eleição da Bolívia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Opositor de Morales rejeita termos da auditoria da eleição da Bolívia
COMPARTILHE

Além da auditoria do controverso pleito, a oposição boliviana exige uma investigação também do período pré-eleitoral.

A Bolívia e a Organização dos Estados Americanos (OEA) concordaram, nesta quarta-feira (30), em realizar uma auditoria das controversas eleições presidenciais vencidas por Evo Morales em primeiro turno.

O chanceler boliviano, Diego Pary, detalhou que o processo deve começar nesta quinta-feira (31) após a chegada de 30 especialistas.

No entanto, Carlos Mesa, o principal adversário de Morales, segue contestando o resultado das eleições. Ele disse que não aceitará uma auditoria nos “termos compactuados unilateralmente pelo governo”, informa o jornal Gazeta do Povo.

Mesa, um centrista que já foi presidente entre 2003 e 2005, disse que só aceitaria a auditoria “se [Morales] estivesse disposto a não aceitar o resultado do Supremo Tribunal Eleitoral”.

A tensão tem aumentado nos últimos dias na Bolívia, com confrontos entre apoiadores e opositores de Morales, como noticiou a RENOVA.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM