Português   English   Español

Os nomes analisados por Bolsonaro para o Banco Central

Os nomes analisados por Bolsonaro para o Banco Central

A equipe de Jair Bolsonaro cogita cinco nomes para o Banco Central.

Entre outras missões, o Banco Central (BC) é o responsável pelo controle da inflação e a garantia do poder de compra da população.

O atual presidente da instituição financeira, Ilan Godfajn, é cogitado para permanecer no cargo e tem o apoio de Paulo Guedes, principal conselheiro econômico do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Entretanto, Ilan ainda não decidiu se permanecerá no cargo. De acordo com informações da EBC:

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, evitou hoje (7) dizer se permanecerá no cargo no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro. O economista Paulo Guedes, indicado para o Ministério da Fazenda do novo governo, defende a permanência de Goldfajn.

Ao deixar auditório do BC onde é realizado o IV Fórum de Cidadania Financeira, em Brasília, Goldfajn foi perguntado por jornalistas se ficará no cargo, a partir do próximo ano. “Sem comentários”, respondeu.

Além de Ilan, segundo a Folha de S. Paulo, a lista de preferidos inclui o economista-chefe do Itaú, Mario Mesquita, o diretor de política econômica, Carlos Viana, o diretor do Santander, Roberto Campos Neto, e os economistas Benny Parnes e Afonso Bevilacqua.

Deixe seu comentário

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter