Paciente ‘curado’ do HIV após transplante de células-tronco

Idiomas:

Português   English   Español
Paciente 'curado' do HIV após transplante de células-tronco
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A infecção por HIV de um paciente europeu se tornou “indetectável” após um transplante de células-tronco.


Os antirretrovirais para combater o HIV estão se tornando mais eficazes, têm menos efeitos colaterais e reduzem o vírus à expressão mínima. Mas ele nunca desaparece de todo e permanece em uma espécie de caverna onde se abriga.

É por isso que a cura hoje não existe. Exceto em um caso: o chamado paciente de Berlim, Timothy Brown, que está há 11 anos sem HIV depois de um transplante de células-tronco.

Agora, de acordo com um estudo publicado na revista científica Nature, um segundo paciente está em fase de avaliação após, aparentemente, ter se curado da Aids.

Após um transplante de células-tronco, um paciente infectado pelo HIV parou de tomar antirretrovirais e há 18 meses o vírus não é detectado. Os médicos, prudentes, ainda falam de remissão, não de cura.

O paciente é um homem anônimo que vive em Londres. Foi diagnosticado com HIV em 2003 e com linfoma de Hodgkin – um tipo de câncer – em 2012.

Como parte do tratamento contra o câncer, fez quimioterapia e recebeu um transplante de células tronco de um doador que era resistente ao HIV. Assim, tanto o câncer quanto o HIV acabaram retroagindo, registra o portal R7.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...