Confeiteiro cristão vence batalha na Suprema Corte dos EUA

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Por 7 votos a 2, a Suprema Corte dos Estados Unidos confirmou a vitória de um confeiteiro cristão do Colorado que, por razões religiosas, se recusou a fazer um bolo de casamento para um casal gay.

Os juízes acusaram a Comissão de Direitos Civis do Colorado de demonstrar um comportamento hostil à religião. A comissão teria violado os direitos religiosos do confeiteiro Jack Phillips sob a Primeira Emenda da Constituição dos EUA.

A comissão tinha acusado Phillips de violar a lei antidiscriminação do Colorado, que proíbe empresas de recusar serviços baseados em raça, sexo, estado civil ou orientação sexual, ao rejeitar o pedido do casal gay David Mullins e Charlie Craig em 2012.

David Mullins and Charlie Craig em foto no Colorado, EUA / Foto: REUTERS/Rick Wilking

O tribunal, no entanto, não emitiu uma decisão definitiva sobre as circunstâncias em que as pessoas podem pedir isenções de leis anti-discriminação baseadas em suas opiniões religiosas.

 

Traduzida e adaptada de Reuters

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.