Padre pede excomunhão de 14 senadores por defender aborto

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Um sacerdote católico está convocando bispos a excomungar 14 senadores católicos americanos que votaram na semana passada contra a proibição de abortos tardios.

Muitos bispos geralmente se recusam a repreender publicamente os políticos, que se dizem católicos, mas defendem o aborto.

Não é o caso do padre Dwight Longenecker. Ele convocou sacerdotes para negar a comunhão católica aos senadores pró-aborto:

Hoje é o dia em que os bispos devem emitir uma declaração formal reconhecendo que esses homens e mulheres negaram publicamente sua fé católica.

O padre também apontou a realidade da infração cometida por figuras públicas que se identificam como católicas apesar de apoiar publicamente o aborto.

Uma vez que a ofensa deles é pública, deve ser reconhecida publicamente e seus líderes religiosos devem repreendê-los publicamente e negar-lhes acesso aos sacramentos.

Longenecker concluiu com um pedido destinado aos fiéis:

Se os bispos e os sacerdotes não fizerem isso, os fiéis nas suas paróquias e nas dioceses devem se levantar e reclamar através de cartas, e-mails e a única coisa que realmente os deixará preocupados: reter suas contribuições.

Semana passada, o Senado norte-americano reprovou projeto de lei que pretendia proibir realização de abortos após 20 semanas de gravidez, uma vez que diversos lugares dos Estados Unidos promovem abortos em gestações após 5, 6 ou 7 meses de gestação.

Marjorie Dannenfelser, presidente da ONG Susan B. Anthony Lista, declarou:

Votar para manter a brutalidade do aborto tardio legal não é apenas moralmente abominável, mas desafia o consenso nacional e é uma grande responsabilidade política.

 

Com informações de: [LifeSiteNews]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.